300. 127 Horas

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011
Postado por Selton Dutra Zen

É muito bom comentar na minha crítica de número 300 um filme tão especial! Confesso que fui assisti-lo sem a menor expectativa e me surpreendi muito, muito mesmo! Até hoje, assisti somente quatro filmes de Danny Boyle. São eles: "Quem Quer Ser Um Milionário?", "A Praia", "Sunshine - Alerta Solar" e "127 Horas". São poucos, não assisti mais por falta de oportunidade, não de interesse, porque Boyle concebe trabalhos ao menos interessantes. Todavia, esses poucos exemplares de sua filmografia já são suficientes para eu constatar que Danny Boyle é um diretor muito bom! Dos quatro, o único filme ruim é "A Praia", que foi uma decepção muito grande. E o melhor do diretor é "127 Horas", sem dúvidas! O grande desafio para Boyle e sua equipe era fazer um filme de pouco mais de 90 minutos, que se passa 90% em um buraco, sem se tornar cansativo, maçante, ou até apelar para longas introduções, de 40 minutos, sem importância alguma à narrativa, uma vez que 15 minutos já são suficientes para apresentar os personagens em um filme deste tipo. Esta produção é objetiva, não perde tempo com coisas desnecessárias, e consegue entreter de forma magistral! O grande trunfo do filme foi possuir uma edição genial, que é a minha aposta a esta categoria do Oscar 2011. Constantes telas divididas, músicas perfeitamente encaixadas nas imagens, cortes rápidos, entre outras coisas criam um filme que em momento algum deixa a peteca cair, pelo contrário, entusiasma mais e mais com o passar dos minutos. Outra grande sacada de "127 Horas" foi inserir flashbacks e Aron (o personagem de James Franco) interagir com os mesmos. Assim, o filme volta no tempo para mostrar sua família, quando volta ao presente, vemos Aron comentando ou murmurando sobre esta recordação. Agora o momento que, para mim, é o mais genial do filme, se dá quando Aron, numa tentativa de se manter ocupado cria um reality show na própria mente, com direito a comentário de amigos dele (em um quadrado no canto esquerdo inferior da tela) e até risadas falsas de sitcom! James Franco, dando vida ao personagem (real) Aron Ralston, está soberbo, na melhor interpretação de sua carreira, atuando no melhor filme em que participou! "127 Horas" é baseado em uma história real de um alpinista, que fazia escaladas nas montanhas de Utah (E.U.A), quando acaba caindo em um buraco e seu braço fica preso entre uma rocha e a parede do buraco. Ele luta para sobreviver e manter sua sanidade.


(Excelente)

Gênero: Drama
Duração: 94 min.
Ano: 2010

1 comentários:

Kahlil Affonso disse...

muito bom! james franco dá um show!

http://filme-do-dia.blogspot.com/