292. Resident Evil 4: Recomeço

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011
Postado por Selton Dutra Zen

"Resident Evil 4: Recomeço" possui uma sequência inicial (que abriga os créditos iniciais) fantástica! Nela, acompanhamos o ataque de uma zumbi a um cidadão chinês. Nesta cena, o uso do slow motion é empregado no timing perfeito, resultando numa maravilhosa demonstração da tecnologia. Mas infelizmente isto dura pouco. Na primeira aparição de Milla Jovovich, e, consequentemente, na primeira sequência de ação do filme (aos 8 minutos de projeção), "Resident Evil 4: Recomeço" começa a decair de nível numa velocidade lastimável. Se na sequência inicial o slow motion favorecia o filme, pois era aplicado de forma acertada, aos 8 minutos, essa tecnologia deixa de ser bela, para se tornar extremamente cansativa e enjoativa, uma vez que o diretor ultrapassa o limite, e insere uma quantidade exagerada de slow motions, que perduram até o final da projeção, em todas as cenas de ação, deixando-as sem ritmo algum. E, como se não bastasse, as sequências de ação acabam, logo de início, plagiando explicitamente a trilogia "Matrix" (seja pelos giros no ar, pela caminhada nas paredes - verticalmente -, ou até pelos desvios de balas). Milla Jovovich é a única atriz do elenco que possui uma interpretação razoável (prefiro muito mais ela em "Contatos de 4º Grau"), porque o resto do elenco, os atores coadjuvantes, são muito ruins, criando assim, uma dessincronia pavorosa. "Resident Evil 4: Recomeço" acaba se tornando o pior filme da série, iniciada em "Resident Evil: O Hospede Maldito", seguido por "Resident Evil 2: Apocalipse", e com seu terceiro exemplar : "Resident Evil 3: Extinção". Neste quarto filme, a luta contra a corporação Umbrella continua, mas desta vez, a personagem de Jovovich possui a ajuda de mais algumas pessoas que, como ela, querem apenas sobreviver ao T-vírus, e consequentemente, aos zumbis.





(Ruim)

Gênero: Ação
Duração: 97 min.
Ano: 2010

2 comentários:

Kahlil Affonso disse...

a série toda é um desperdício... uma pena, ja que o jogo possui um materia bastante farto para uma produção cinematográfica competente

http://filme-do-dia.blogspot.com/

Selton Dutra Zen disse...

Realmente, o jogo é muito bom, mas o filme não se aproveita disto.